Compartilhe

Teste do Pezinho é obrigatório e detecta mais de 50 doenças

Saiba qual é a relação completa de exames feitos no Teste do Pezinho oferecido pelo CEDLAB e fique tranquila com a saúde do bebê.

– Fenilalanina
– Homoglobinopatias Neonatais
– Cromotografias de Aminoácidos
– TSH
– TS4
– Tripsina Imunorreativa
– Hidroxiprogesterona
– Galactose
– Atividade da Biotinidase
– Toxoplasmose IgM
– Glicose 6 fosfato Desidrogenase
– Chagas Anticorpos Totais
– Sífilis Anticorpos Totais
– Rubéola IgM
– Citomegalovírus IgM
– HIV.

Exame revela se há chance de a criança apresentar doenças

O Teste do Pezinho deve ser feito entre o 3º e o 5º dia de vida do bebê, é grátis na rede pública de saúde, que faz só 4 exames, e indispensável para detectar várias doenças. Para realizá-lo basta pegar gotas de sangue do calcanhar do recém-nascido. Essa amostra já revela se há algo de errado com a saúde dele e permite que o médico inicie um tratamento precoce.

O CEDLAB oferece o Teste do Pezinho na versão completa e o resultado mostra se organismo possui alguma alteração que ocorreu durante a formação do feto. Tais mudanças no rumo natural da gestação podem afetar diretamente no desenvolvimento da criança e causar problemas no funcionamentos dos órgãos. Alterações desse tipo são chamadas de doenças congênitas. Veja as principais:

  • Fenilcetonúria
  • Anemia falciforme
  • Hipotiroidismo congênito
  • Vários tipos de hemoglobinopatias.

 

Ignorar a existência de uma doença significa que ela vai agir em silêncio e pode deixar sequelas às vezes irreversíveis. Talvez seja tarde demais quando surgirem os primeiros sintomas. O Teste do Pezinho é uma iniciativa preventiva que permite evitar em tempo hábil complicações ainda mais sérias em relação ao futuro do bebê.

Mesmo que o exame deixe de ser feito até o 5º dia, ainda é possível realizá-lo mais tarde, desde que não ultrapasse 30 dias do parto. De acordo com a Dra. Alexandra Manfredini, biomédica e diretora do CEDLAB Laboratório, após essa data é impossível descobrir algo possível de reverter ou minimizar as complicações do quadro clínico.

O teste completo oferecido pelo CEDLAB detecta mais de 50 doenças. “Até o HIV 1 e 2 faz parte desse conjunto de exames”, informa Alexandra. É importante ter em mente que quanto mais amplo for o leque de cobertura de doenças, maior será a proteção da criança.

Teste do Pezinho é obrigatório, gratuito e muito importante

Realizar o exame é tão importante, que desde 1992 esse teste não apenas se tornou obrigatório no país inteiro, como também está previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente. Vale à pena informar que 6 de junho é comemorado o Dia Nacional do Teste do Pezinho. De acordo com o Ministério da Saúde , o SUS faz 2,4 milhões de testes por ano.

Engana-se quem pretende fazê-lo o mais rápido possível após o nascimento do bebê. Na verdade, é não é recomendado realizá-lo antes de 48 horas porque existem condições hormonais e metabólicas que devem ser respeitadas na transição da vida intrauterina para a de recém-nascido. “O exame precoce pode resultar em falsos negativos para as doenças dependentes da amamentação”, explica Alexandra. Uma das principais condições é que a criança já tenha sido amamentada.

A picada é feita no calcanhar porque trata-se de uma região com muitos vasos sanguíneos e, portanto, fácil de coletar sangue de forma rápida e indolor. “Não se trata de diagnóstico sobre as doenças, apenas uma triagem que pode indicar a necessidade de exames específicos para as respectivas enfermidades”, detalha a diretora do CEDLAB.

Mamães que voltam para casa muito rápido com o bebê, já devem entrar em contato com o CEDLAB para agilizar o processo e a coleta pode ser feita em domicílio. Basta ligar para o laboratório e agendar. Saiba que o resultado do exame deve ser levado na primeira consulta com o pediatra, 15 dias após o nascimento. Sendo assim, é importante não perder tempo.

Mesmo que surja alguma informação inesperada, é importante repetir, não se trata de um diagnóstico. Só os exames complementares indicam a real presença de doenças.

O Cedlab oferece o Teste do Pezinho de acordo com diferentes conjuntos de exames. Um para cada perfil. Há desde o básico, composto por 4 exames, até o mais avançado, contendo 16 análises.

Vale a pena ressaltar que o exame gratuito no SUS diz respeito só ao básico com apenas 4 exames e que os testes mais completos podem ser realizados por meio de vários convênios e também por meio do atendimento particular.

Sendo assim, entre em contato conosco e lhe informaremos quais exames seu plano cobre.

 

Fale com o CEDLAB