Compartilhe

Novembro Azul chama a atenção à saúde masculina

Homem é tão resistente para ir ao médico, que um mês inteiro foi reservado para lembrá-lo do quanto é importante cuidar da própria saúde.

Novembro é o período de combate ao câncer de próstata. Mesmo assim, outras doenças devem ser combatidas e é muito importante fazer exames de rotina.

O CEDLAB laboratórios oferece uma estrutura completa para você e também disponibiliza consultas com alguns especialistas.
Veja por que é importante fazer exames preventivos e quais são os mais importantes para você manter em dia.

Cuidar da própria saúde deve ser iniciativa contínua

A campanha Novembro Azul 2021 traz a importante mensagem de que saúde também é papo de homem. É verdade. O diagnóstico precoce do câncer de próstata aumenta para 90% as chances de cura dessa doença e não dá para bobear. Veja quais exames devem ser feitos não apenas para descobrir tal problema, mas inclusive outros que podem aparecer em um check-up completo.

Muitos homens pensam da seguinte forma: se a vida está indo bem, por que procurar pelo em ovo, concorda? Não! Esse pensamento é tão atrasado quanto prejudicial à saúde porque impede que várias doenças possam ser detectadas em seus estágios iniciais. Deixar para depois, em relação à saúde, pode comprometer a qualidade de vida e arriscar o amanhã se algo for negligenciado.

O Instituto Nacional do Câncer (INCA) estima que em 2021 sejam diagnosticados 65 mil novos casos de câncer de próstata. Ele demora para se manifestar, por isso, quando surgem os sintomas no dia a dia, já pode estar em estágio mais avançado. Nesse caso, a ausência de tais sinais não quer dizer que esteja tudo bem. Ainda assim, vale à pena prestar atenção se você nota algo diferente como:

Vontade de ir muitas vezes ao banheiro, até mesmo à noite

O jato da urina está fraco ou descontínuo

Há sangue na urina ou no sêmen

impotência sexual.

 

Quem tem mais de 50 anos deve fazer todos os anos os exames de PSA, toque retal e ultrassom pélvico para ter um panorama completo da região. Pessoas com histórico de câncer de próstata na família, precisam começar o procedimento aos 45 anos. Segundo o INCA, por volta de 20% dos pacientes com câncer de próstata são diagnosticados somente após fazerem o toque retal.

Novembro Azul é lembrete para cuidar da saúde completa

O homem precisa valorizar a importância de ir ao médico com mais frequência porque essa iniciativa faz com ele permaneça bem, mesmo quando descobre algo que não queria encontrar. Tal afirmação parece contraditória, mas não é. Ao detectar precocemente certa doença, é possível começar se cuidar imediatamente e sem mudar a rotina, pois os procedimentos são bem mais simples no começo dos tratamentos. Sempre é melhor saber do que ignorar.

Sendo assim, o primeiro passo é agendar uma consulta com seu médico tendo em vista fazer um check-up completo. O segundo, consiste em entrar em contato com o CEDLAB para realizar todos os procedimentos.

Portadores de diabetes precisam ter ainda mais atenção com a saúde. Tal condição exige não apenas cuidados extras no cotidiano, como também exames específicos e gerais à manutenção do bem-estar.

Conforme o tempo passa, os exames ficam cada vez mais sofisticados e precisos, pois a tecnologia avança rápido inclusive na área da saúde. Entretanto, até os modernos equipamentos são incapazes de dar qualquer diagnóstico se o homem se recusar a fazer os exames.

O CEDLAB investe em equipamentos de ponta e faz parcerias com o objetivo de oferecer o melhor a seus clientes. Mas você só vai se beneficiar de tudo isso, se ligar para o laboratório e agendar seus exames. Não deixe para amanhã.

Sintomas devem ser averiguados logo que eles aparecem

É por motivos culturais que os homens resistem à ideia de ir ao médico. Prioridade no trabalho, falta de horário para fazer exames fora do horário comercial e mentalidade de se manter sempre forte e no controle da situação, são os principais paradigmas na mente de quem quer distância do consultório.

Descobrir algo errado significa colocar-se numa posição vulnerável e de dependência. Porém, fazer exames preventivos consiste numa das maiores provas de que você continua no comando da própria vida, pois caso haja certa doença ainda no começo, sua chance de acabar com ela é enorme. Isso não é ótimo?

Câncer (de várias origens), infarto e AVC estão entre as doenças que mais matam os homens. Não é novidade para ninguém, que o número de mortes masculinas é superior às femininas e que os homens vivem por volta de sete anos a menos. Tal realidade representaria motivo suficiente para ficar alerta e ir ao médico.

Infelizmente, nem sempre os números são convincentes. Sendo assim, veja alguns sintomas que podem ser algo a mais do que uma simples bobeira do dia a dia. O problema original de uma dor de cabeça frequente pode ser mascarado com o uso de remédio. A doença real deve ser eliminada, não remediada. Reflita sobre essa questão.

A dor de cabeça por ocorrer por causa de sinusite, necessidade de usar óculos ou algo simples. Ninguém precisa desesperar à toa, apenas averiguar.

Dores no peito nem sempre são sinais ligados ao infarto. Problemas pulmonares, digestivos (refluxo) estresse e dores musculares após atividades físicas também provocam esse desconforto.

As causas dos problemas no corpo podem ser tantas, que o melhor caminho procurar um médico. As informações transmitidas aqui são apenas uma referência para que você fique atento.

Campanha Novembro Azul também aborda questões sexuais

Problemas sexuais também incomodam os homens e alguns deles podem estar relacionados mais a questões emocionais do que físicas. A Sociedade Brasileira de Urologia estima que 100 milhões de homens no mundo apresentem problemas de disfunção erétil. No Brasil, 50% de quem tem mais de 40 anos se queixa disso, o que representa 16 milhões de pessoas.

O consumo de álcool, cigarro e drogas ilícitas colabora no surgimento desse problema. Do ponto de vista psicológico, o estresse, a ansiedade e a depressão também estão relacionados tanto à queda da libido, quanto à própria impotência sexual. O uso de certos medicamentos ainda podem ser a causa da falta de desejo no dia a dia.

O que não pode faltar é o esforço para melhorar e voltar a ter a vida sexual ativa como era antes de os problemas surgirem.

Do ponto de vista físico, o motivo pode ser a queda do nível de hormônio (testosterona), causada inclusive pela obesidade. Razões mais sérias, como problemas circulatórios, anatômicos ou estruturais, devem ser avaliados pelo urologista. A iniciativa de sair da “caverna” e procurar um médico é a iniciativa mais importante a ser tomada.

A Campanha Novembro Azul é um excelente incentivo para o homem olhar mais para si e se cuidar de verdade. Entretanto, tal iniciativa deve ser feita periodicamente, e não só durante as campanhas de alerta.

 

Fale com o CEDLAB