Compartilhe

Endometriose causa muitas dores e dificulta a gravidez

A endometriose é uma doença comum entre as mulheres e está entre os principais problemas que podem impedir a gravidez.

Ela é caracterizada por fortes dores na região abdominal, principalmente durante o período menstrual ou durante a relação sexual.

O CEDLAB laboratórios faz alguns dos exames necessários para diagnosticar a doença e a paciente pode contar com todo o conforto e a estrutura de suas dependências.

Veja por que essa doença surge e como acabar com a endometriose.

Doença atinge apenas as mulheres em idade reprodutiva

Endometriose é uma doença feminina causada pelas células do tecido que reveste o interior do útero, o endométrio. Essa textura se forma no início do ciclo menstrual e descama no final dele, saindo do corpo por intermédio do sangue. Quando tais corpos, em vez de expelidos, vão para o ovário ou em direção à cavidade abdominal, voltam a se multiplicar, causam sangramento e inflamação.

Infelizmente, a ciência ainda não define claramente quais são as causas dessa doença, mesmo assim, há indícios que podem levar à sua origem. Um deles é o direcionamento do fluxo menstrual rumo às trompas e depois para fora do útero. Alterações genéticas ou no funcionamento do sistema imunológico também podem promover condições ao surgimento desse problema de saúde.

Veja quais são os principais tipos de endometriose:

  • Superficial – Ocorre na camada que reveste a parte interna do abdômen, ou seja, no peritônio, e suas lesões não ultrapassam 3 milímetros de espessura
  • Profunda – É a forma grave da doença, o ferimento ultrapassa 5 milímetros em qualquer órgão e exige tratamento mais complexo que os demais tipos
  • Intestinal – Interfere no funcionamento normal do intestino, provoca dor durante a evacuação e pode piorar durante a menstruação
  • No ovário – As células do endométrio vão para esse órgão e existe a chance de causarem cistos escuros, no tom do chocolate. É leve e menos dolorosa
  • De parede – Surge com pouca frequência e as células ficam alojadas na parede abdominal. Ainda assim, causam muitas dores e até podem ser apalpadas
  • Pulmonar – Mesmo sendo bastante rara, pode ocorrer e provocar sangramento nas vias aéreas, levando a um processo de tosse contendo secreção com sangue.

 

Portanto, a mulher deve ficar atenta às dores que sente na região abdominal. Saiba agora quais são os principais sintomas dessa doença.

Saiba quais são os principais sintomas e tratamentos

A endometriose provoca dores durante a relação sexual e cólicas mais severas que as habituais no período menstrual. Ainda há outros sintomas. Sangramento excessivo na menstruação, de forma leve na urina ou nas fezes, é sinal de alerta.

É importante informar que algumas mulheres não conseguem ter filhos por causa da endometriose, mesmo assim, essa doença só dificulta, mas não impede a gravidez. A infertilidade pode estar ligada a demais condições da saúde feminina.

Exames ginecológicos, laboratoriais e de imagem são indispensáveis para que o médico chegue a um diagnóstico preciso. Veja quais são os mais importantes:

  • Marcador tumoral CA-125 (exame de sangue)
  • Laparoscopia, para visualização das leões
  • Ressonância magnética de pelve
  • Ultrassom endovaginal
  • Biópsia.

 

A cirurgia do tipo laparoscopia é uma das alternativas mais eficazes para retirar as lesões. Para que o problema não volte a ocorrer, é preciso acabar com o ciclo menstrual, pois tal processo dá origem à endometriose.

Caso a mulher já esteja perto da menopausa, os sintomas vão diminuindo e, com o passar do tempo, a doença deixa naturalmente de existir. Esse problema ocorre apenas na fase reprodutiva e pode ser evitada por meio de hormônios e pílulas anticoncepcionais.

As pacientes que têm filhos e não desejam engravidar, podem conversar com o médico para ver qual é a melhor solução. Cada decisão depende da fase e condição de vida de cada mulher e deve ser tomada em conjunto com o médico.

A endometriose causa muitas dores, porém, não é considerada uma doença grave e de difícil tratamento. Sendo assim, a mulher precisa apenas diagnosticá-la a tempo e seguir todas as orientações médicas com o objetivo de retomar à vida saudável o mais rápido possível.

Fale com o CEDLAB