Compartilhe

Dia Mundial de Combate ao Câncer alerta as pessoas

O Dia Mundial de Combate ao Câncer, 8 de abril, marca a importância de estar sempre atento às condições de saúde.

Até mesmo quando não há nenhuma dor ou incômodo, é necessário fazer exames para confirmar que está tudo bem.

São os checkups preventivos que revelam algo errado no organismo e isso já aparece bem antes dos primeiros sintomas.

Saiba agora o que fazer para se cuidar e, principalmente, aumentar bastante a chance de cura, caso surja algum tipo de câncer.

É possível detectar câncer por meio de diferentes exames

O Dia Mundial de Combate ao Câncer foi criado com o objetivo de lembrar as pessoas sobre a importância de manter os cuidados à saúde. Exames preventivos detectam precocemente a doença e isso faz enorme diferença no tratamento. Todos os anos, milhares de pessoas descobrem que estão doentes, mesmo assim, muitas delas conseguem se curar porque descobrem rapidamente a existência do tumor.

O Instituto Nacional de Câncer (INCA) acompanha a incidência anual da doença. Isso é importante, porque conhecer as estatísticas a respeito de sua evolução, bem como de seus efeitos na sociedade, ajuda a traçar estratégias de prevenção e controle. Apenas o que é medido, pode ser combatido. Sendo assim, o diagnóstico é, sem dúvida nenhuma, o passo mais importante para um tratamento ser bem-sucedido.

Há diferentes formas de detectar um tumor, mas é analisando o conjunto dos resultados que o médico chega a uma avaliação precisa sobre a saúde do paciente. Os dois tipos de exames necessários são os de sangue e de imagem. Eventualmente, resultados que indicam a presença de câncer podem ter sido causados por outros problemas de saúde (como você vai ver no decorrer do texto), por isso é indispensável fazer todos os exames pedidos.

Também existe a possibilidade de o tumor ser benigno e só o resultado da biópsia pode dar tal resposta. Muitas pessoas deixam de fazer exames periódicos, justificando-se com o ditado popular: quem procura, acha. Pense o seguinte. Caso a pessoa esteja doente, o “achar” é positivo, pois ignorar a existência do câncer, não vai fazer com que ele deixe de evoluir. Esse problema só pode ser eliminado se for detectado.

Descubra o que é importante você saber sobre esse tema.

 

Veja os exames de sangue que podem ser feitos

Existe uma série de exames a serem realizados, vamos começar pelos de sangue. Os que identificam o câncer são conhecidos na área médica como marcadores tumorais e essas substâncias são alterações produzidas pelas células (ou até mesmo pelo tumor) quando há algo de errado com o corpo.

Porém, nem sempre tais elementos podem ser vistos como a confirmação da presença de câncer. Segundo a Dra. Alexandra Manfredini, biomédica e diretora do CEDLAB Laboratórios, os marcadores tumorais podem surgir a partir de outros problemas de saúde, como por exemplo, pancreatite e endometriose.

É por intermédio do resultado de outros exames que o diagnóstico pode ser confirmado ou afastado. Exames de marcadores tumorais também são feitos durante o tratamento, pois a redução da quantidade deles revela que a medicação está fazendo efeito. Trata-se de uma das formas de analisar o quadro clínico do paciente e concluir se é preciso fazer alguma alteração na estratégia terapêutica.

A ciência ainda não desenvolveu um “exame universal” que seja capaz de detectar todos os tipos de tumores. Por isso, cada marcador identifica uma, duas ou até mais categorias de câncer. Veja alguns deles:

  • PSA – Próstata
  • CA 125 – Ovário
  • AFTP – Estômago e fígado
  • CEA – Intestino e reto
  • CA 15-3 – Mama
  • BTA – Bexiga
  • Calcitonina – Tireoide e pulmão.

 

A presença de marcadores tumorais costuma levar ao pedido de mais exames e só a biópsia vai confirmar não apenas se há realmente tumor, mas também se ele é maligno. O CEDLAB Laboratórios realiza uma série desses exames, entre em contato conosco para obter mais informações.

Porém, antes do procedimento cirúrgico, é necessário passar por outras avaliações.

 

Exames que o médico pode pedir para detectar câncer

A tecnologia avançou muito nas últimas décadas e os exames de imagem também se tornaram bem mais nítidos e precisos. Por meio deles, é possível ver o que está acontecendo dentro do corpo. Cada exame tem sua finalidade específica e é pedido de acordo com o que o médico pretende descobrir sobre a saúde do paciente.

A radiografia é o mais antigo e simples entre eles e também é conhecido como Raio X. É usada para detectar lesões nos ossos, na coluna ou qualquer alteração no pulmão.

Caso esse exame indique algo errado, o médico pode pedir uma tomografia computadorizada. Ela revela problemas, por exemplo, em todos os órgãos do sistema digestivo.

Atualmente, o exame de ressonância magnética tem sido usado para o corpo todo, mas tem especial importância nas áreas de Neurologia e ortopedia.

Já a ultrassonografia, não é um exame de imagem como os outros, pois precisa de um aparelho em contato com a pele para captar a imagem do órgão observado e enviá-la a um monitor. Revela cistos, tumores e lesões em várias partes do corpo.

O médico especialista de cada área sabe exatamente quais exames pedir, com o objetivo de chegar ao diagnóstico mais preciso possível. Além deles, o histórico de doenças do paciente também é analisado, bem como o estilo de vida dele.

 

Exame genético também detecta chance de surgir câncer

Outra prova da evolução da tecnologia pode ser vista nos exames genéticos capazes de identificar a possibilidade do surgimento do câncer. Isso é feito por meio da análise do DNA, que possui todas as informações do organismo.

Especialistas informam que normalmente a doença se desenvolve a partir de alterações genéticas provocadas pelo desequilíbrio no funcionamento do corpo. Por outro lado, em alguns casos, esse mal aparece da mutação dos genes cancerígenos herdados dos antepassados.

Isso não significa que quem traz tal registro nas próprias células vai, obrigatoriamente, ter câncer. O exame verifica a chance de esse fato acontecer e dá informações úteis a serem usadas tanto na prevenção, quando no diagnóstico mais precoce possível e até na definição de tratamento personalizado para as características únicas daquele organismo.

O laboratório Hermes Pardini é nosso parceiro e já oferece um exame que identifica mutações em mais de 50 genes ligados a tumores. É importante informar que o teste não é indicado para todas as pessoas, mas para quem tem histórico de câncer na família. A ideia não é causar alarde, e sim prevenir e proporcionar a melhor assistência aos pacientes.

Além dos exames oferecidos no CEDLAB, esse laboratório mantém atualizado seu blog com uma gama de informações voltadas à prevenção, ao diagnóstico e ao tratamento das pessoas. O Dia Mundial de Combate ao Câncer é mais uma data que merece atenção por parte da população.

Sendo assim, siga todas as orientações médicas e lembre-se de que fazer exames periódicos é sempre a melhor decisão tendo em vista evitar qualquer tipo de câncer: Cuide-se.

 

Fale com o CEDLAB